Djokovic intocável em toda a temporada conseguiu algo apenas pela segunda vez na carreira

Por Bola Amarela - Novembro 23, 2021

Muito se falou do facto de Novak Djokovic ter fechado como número um do mundo pela sétima temporada na carreira, um recorde absoluto. Mas o sérvio não conseguiu apenas isso. É que as estatísticas mostram-nos que o líder do ranking ATP esteve sentado no trono em cada semana da temporada de 2021, algo que só havia alcançado numa outra vez na ilustre carreira que continua a alimentar.

Foi em 2015 que Djokovic também passou o ano inteiro sempre no posto mais alto do ranking mundial masculino, mas a verdade é que esteve muito perto de somar outras épocas a este grupo. Em 2019, por exemplo, deixou escapar a liderança apenas a 4 de novembro, sendo que ‘só’ a recuperou a 3 de fevereiro. Desde então que não sai da liderança do ranking ATP, mesmo que já tenha visto Daniil Medvedev a aproximar-se em algumas ocasiões.

Certo é que, desta forma, precisa de mais uma temporada perfeita em termos de ranking para apanhar os senhores do recorde neste parâmetro. Falamos de Jimmy Connors e Roger Federer. O norte-americano foi número um nas épocas 1975, 1976 e 1978, enquanto o suíço foi líder do ranking de forma ininterrupta em 2005, 2006 e 2007.

Bola Amarela