Djokovic desvaloriza momento de fúria: «Eu sou assim»

Por Bola Amarela - Setembro 19, 2020
djokovic-raquete

Novak Djokovic apurou-se este sábado para as meias-finais do ATP Masters 1000 de Roma, num encontro em que esteve muito longe do seu melhor nível de jogo, mostrando alguma frustração em alguns momentos, onde chegou mesmo a destruir uma das suas raquetas.

Duas semanas depois de ser desqualificado do US Open, o sérvio de 33 anos foi questionado em conferência de imprensa sobre a raquete partida no encontro diante de Dominik Koepfer e assegurou que não foi a primeira vez… nem será a última. “Não foi a primeira nem última vez. Eu não gosto de partir raquetas, mas às vezes as coisas são assim e vou voltar certamente a partir alguma na minha carreira”.

O sérvio admite que este tipo de reações fazem parte da sua personalidade. “Eu sou assim. É a forma como muitas vezes liberto a minha raiva. É claro que não é a mensagem certa para os jovens que me têm como referência, não encorajo que eles o façam. Eu não sou perfeito, mas tento ser melhor todos os dias”.

Djokovic vai defrontar o jovem norueguês Casper Ruud nas meias-finais deste domingo. O encontro disputa-se às 13 horas portuguesas.

Bola Amarela