Djokovic: «Adeus de Federer foi um dos momentos mais bonitos da minha vida»

Por Pedro Gonçalo Pinto - Setembro 25, 2022

Novak Djokovic emocionou-se no adeus a Roger Federer e foi mesmo ao ponto de garantir que foi um dos momentos mais impactantes que viveu. O sérvio não escondeu que tudo foi muito especial, mas também garantiu que ainda não sente que chegou o tempo de se retirar.

CERIMÓNIA EMOCIONANTE

Estamos de acordo que foi um dos momentos mais bonitos que alguém viveu num court de ténis. Foi uma mistura de emoções. Um dos melhores desportistas deixa o ténis mas, ao mesmo tempo fico agradecido e sinto-me privilegiado ao vê-lo tão feliz. Foi um dos momentos mais bonitos da minha vida. O que mais me emocionou foi quando os filhos dele entraram a chorar. Entendo o Roger porque sei o que é preciso para ficar no circuito tanto tempo. As pessoas pensam que depende tudo de nós, mas era impossível sem o apoio das pessoas mais próximas.

ADEUS DE DJOKOVIC?

Sou mais velho do que o Matteo, por exemplo, mas ainda não me sinto velho o suficiente para a minha carreira. Não para a terminar. O meu corpo ainda está bem, a chave é ouvir o corpo aos 35 anos ou mais. As coisas são diferentes quando tens 25 anos, o teu corpo responde diferente. Não estou a jogar tantos torneios como há uns anos, quero alcançar o máximo nos Grand Slams e em alguns outros torneios. Quero seguir em frente e não vejo o fim da minha carreira no horizonte, mas também não sei quantos anos mais tenho.

 

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.