Dimitrov recorda sequelas do coronavírus: «Só conseguia andar»

Por Tiago Ferraz - Agosto 24, 2020
dimitrov

O tenista búlgaro Grigor Dimitrov recordou o que sentiu depois de ter acusado positivo ao coronavírus e revela ter passado por uma fase difícil.

“A primeira semana foi medonha. Só conseguia andar. Não podia fazer exercício, nem levantar pesos, nem jogar ténis. Só podia andar. Primeiro em casa e depois ao ar livre. Aos poucos comecei a correr e fui aumentando a intensidade gradualmente”, disse, citado pelo Punto de Break.

Grigor Dimitrov falou ainda da sua estreia vitoriosa no Masters de Cincinnati:

“Sinceramente, dou graças a Deus por estar aqui a jogar. Gostava, contudo, que as pessoas ficassem alerta para isto (coronavírus). Não importa o quão saudáveis podem ser. Este vírus não pergunta nada a ninguém. Somos todos iguais face a esta doença”, salientou.

O búlgaro Grigor Dimitrov joga esta segunda-feira o acesso aos oitavos de final de Cincinnati diante do húngaro Marton Fucsovics.

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.