Dimitrov ainda acredita: «Já estive no topo, o meu objetivo é voltar lá»

Por Pedro Gonçalo Pinto - Agosto 4, 2022

Grigor Dimitrov já foi número três do ranking ATP, afastou-se do topo e agora é o 19.º da hierarquia mundial masculina. Aos 31 anos, o búlgaro confessa que já se sente um veterano, mas isso não lhe tira a ambição. Bem pelo contrário. Mais do que nunca, acredita que pode regressar ao topo do ténis e lutar por grandes títulos.

OBJETIVOS AMBICIOSOS

Não me vou julgar por ter uma grande carreira, a minha perspetiva de êxito é noutro sentido. Já ganhei grandes torneios, tive resultados brutais e venci grandes adversários. Mas continuo a acreditar que posso voltar lá a cima, já estive lá, o meu objetivo é esse. Estive muito tempo no top 20, no top 10, fui número três. Sei o que é preciso para estar lá e sei que é possível fazê-lo de novo. Tudo isto virá com consistência, depende de mim, embora agora as coisas sejam mais voláteis. O meu objetivo final é regressar ao top 10.

ILUSÃO DE UMA CRIANÇA

Tive a sorte de não perder muitas semanas durante todos estes anos, então agora tento apreciar cada vez mais estes momentos. Se olhar para trás, vejo que estive aqui pela primeira vez há 10 anos, é uma loucura. Há torneios que estou a disputar pela 13.ª vez. São coisas que me fazem sorrir. Mas a ilusão não mudou, continuo a sentir-me uma criança cada vez que encaro um torneio.

‘VETERANO’ DE 31 ANOS

Quando estás há 13 anos no circuito, é bom ter algumas semanas de fora, aprecias de outra maneira. Estou num ponto da minha carreira em que tenho de ser mais seletivo. Sinto que agora há outras coisas que me ajudam muito no meu dia-a-dia, mas também no meu jogo. Ajuda-me desviar o foco de vez em quando. Sei como jogar, ganhei grandes torneios e derrotei todos os meus rivais, então tenho de usar essa experiência para ser uma vantagem. A idade é só um número.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.