Del Potro ainda sonha: «Se calhar posso tentar voltar uma vez mais, nunca se sabe»

Por Pedro Gonçalo Pinto - Fevereiro 9, 2022

Juan Martín Del Potro colocou um ponto final na carreira. Pelo menos por agora. São estas as palavras do argentino que diz não ter forças para continuar, mas a verdade é que até coloca a hipótese de voltar uma vez mais se houver algo perto de um milagre e o problema no joelho ficar resolvido. No entanto, a prioridade mudou e Del Potro não tem dúvidas quanto à sua decisão.

“Estou a fazer um esforço incrível há dois anos e meio para voltar, mas às vezes também posso perder uma batalha. Não tenho força para continuar. Trabalhei muito nos últimos três meses para me sentir tenista uma vez mais. Tinha de decidir se ia continuar a tentar e pôr em risco a minha saúde para o resto da vida ou parar e tentar que o joelho funcione na vida quotidiana. Agora fecho um ciclo, tenho sofrido demasiado, custa-me viver assim”, afirmou o argentino de 33 anos.

Del Potro abre, no entanto, a porta a esse milagre. “Um court de ténis é onde fui mais feliz. Agora tenho de priorizar uma vida sem dor. O ténis fica de lado até que possa melhorar a minha saúde. Se conseguir superar os problemas no joelho, se calhar posso tentar voltar uma vez mais, nunca se sabe”, acrescentou.

O que foi muito especial para Del Potro foi o facto de ter tido a mãe a assistir ao encontro. “O que vivi esta noite superou todas as expectativas. Vou recordar isto toda a minha vida, dei tudo o que tinha e agora sinto que posso ir em paz, tenho a vida toda pela frente. O abraço que dei à minha mãe no final é dos momentos mais especiais da minha vida. Não pude fazê-lo com o meu pai devido ao seu falecimento, tinha o sonho de que ambos me voltassem a ver competir. Ter o apoio das pessoas esta noite é o melhor prémio que podia ter para terminar a minha carreira”, rematou.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.