Davidovich: «Contra o número um não quero saber se estou a sangrar!»

Por Pedro Gonçalo Pinto - Abril 12, 2022

Alejandro Davidovich Fokina conquistou a vitória mais especial da sua carreira, ao superar um duelo verdadeiramente louco com Novak Djokovic na segunda ronda do Masters 1000 de Monte-Carlo. No rescaldo do triunfo, o espanhol confessou que se tratou de um sonho tornado realidade.

“Triste não estou de certeza! Estou muito contente com a minha vitória. Tinha muitas saudades do Nole no circuito. Não jogou muito este ano, então jogar contra ele no Court Central de Monte-Carlo, com o estádio cheio, é algo incrível. Só estou habituado a ver isto na televisão. Derrotá-lo deixa-me muito feliz”, admitiu.

Com vários voos que terminaram com feridas nos joelhos e nos braços, Davidovich afirmou que nunca esteve preocupado com isso. “Sim, gosto de me atirar para o chão. Não sei quantas vezes o fiz hoje, mas só tentava estar focado em cada ponto. Contar o número um do Mundo não quero saber se estou a sangrar ou se me dói alguma coisa! Isso não importa, nada importa. Quando perdi o segundo set fui ao balneário, fazer reset à cabeça e comecei forte no terceiro”, destacou.

https:\/\/bolamarela.pt//bolamarela.pt//bolamarela.pt/djokovic-perde-com-davidovich-em-duelo-louco-no-seu-primeiro-encontro-em-monte-carlo/

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.