Cuidado com Djokovic: «Estava longe do meu nível mas este foi o meu melhor encontro em 2022»

Por Pedro Gonçalo Pinto - Maio 3, 2022

Novak Djokovic entrou da melhor forma no Masters 1000 de Madrid, ao bater Gael Monfils sem grandes problemas rumo aos oitavos-de-final. O número um do Mundo garantiu, assim, que vai continuar no topo do ranking ATP pelo menos por mais uma semana, mas o que importou realmente para o sérvio foi o que sentiu dentro de campo.

“Senti-me muito bem em court. A paragem por causa da chuva ajudou-me porque o court ficou mais lento e pesado. Joguei contra um dos homens mais velozes e atléticos do circuito, conheço bem o seu jogo e sabia que tinha de estar pronto para meter muitas bolas, dominar e encontrar o equilíbrio entre ser agressivo e assumir riscos. Chegar ao 3-2 foi um grande alívio e a partir daí joguei muito melhor. É fantástico acabar com estas sensações porque estava longe do meu nível até hoje. Mas este foi o meu melhor encontro em 2022 e sinto que estou no caminho certo”, apontou.

Djokovic diz que se sente muito melhor fisicamente pela longa preparação que fez para Madrid, enquanto também falou sobre o facto de estar na mesma metade do quadro de Rafael Nadal. Podem vir a defrontar-se nas meias-finais, mas para isso precisam de derrotar toda a forte concorrência que podem encontrar pelo caminho.

“É o meu maior rival de todos os tempos, mas o ténis está a mudar. Cada vez há mais jovens que chegam com muita força e temos de dar o melhor de nós mesmos se queremos continuar a competir por grandes objetivos. Ainda estamos fortes, o que é fantástico”, considerou.

https:\/\/bolamarela.pt//bolamarela.pt//bolamarela.pt/djokovic-da-excelentes-indicacoes-e-vence-monfils-pela-18-a-vez-em-18-duelos-na-estreia-em-madrid/

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.