Consequências da Covid-19: Masters 1000 de Cincinnati tem redução brutal de prize money

Por Pedro Gonçalo Pinto - Julho 19, 2021
cincinnati

O Masters 1000 de Cincinnati foi um dos torneios que mais se reinventaram para acontecer em 2020. A prestigiada competição norte-americana mudou de casa, foi para Flushing Meadows e disputou-se à porta fechada, sem quaisquer adeptos nas bancadas, motivando uma natural redução acentuada no prize money. A questão é que, neste verão, o Masters 1000 de Cincinnati volta a casa, não tem qualquer limitação em termos de adeptos e… a quebra manteve-se para 2021, dando muito que falar nas redes sociais.

Ora, em 2019, o prize money total foi de sensivelmente 6 milhões de dólares, sendo que caiu para 4,2 milhões em 2020. Quando se esperava algum tipo de retoma no que diz respeito aos prémios monetários, a edição de 2021 tem um total de apenas 3 milhões, sendo notória a quebra, por exemplo, para o campeão. Em vez de levar cerca de 1,1 milhões de dólares para casa, algo que acontecia em 2019, vê esse prize money cair de forma abrupta para 391 mil dólares. Resta saber quando é que estes parâmetros poderão voltar ao normal…

Pedro Gonçalo Pinto