CAMPEÃO. Djokovic monstruoso arrasa Nadal e conquista o Australian Open pela 7.ª vez

Por José Morgado - Janeiro 27, 2019

Novak Djokovic, sérvio de 31 anos, escreveu este domingo mais uma relevante página de história na sua gloriosa carreira e conquistou a edição de 2019 do Australian Open com uma das melhores exibições da sua carreira. O sérvio soma agora 15 títulos do Grand Slam (isolando-se como o terceiro maior campeão de sempre em singulares masculinos) e sete em Melbourne, tornando-se no maior campeão da história do torneio, ao ultrapassar os seis troféus de Roger Federer e Roy Emerson.

No encontro de discussão do título entre duas das maiores figuras da história da modalidade, Novak Djokovic, número um mundial, derrotou Rafael Nadal, segundo classificado do ranking, de maneira muito tranquila, por 6-3, 6-2 e 6-3, num encontro totalmente dominado por aquele que é agora o maior campeão da história desta competição.

Numa final muito aguardada, até pela forma como Rafael Nadal havia despachado todos os seus rivais anteriores, sem a cedência de qualquer set, Djokovic fez uma das melhores exibições de que há memória — certamente no lote das mais bem conseguidas da sua carreira — e dominou o encontro do primeiro ao último ponto, não dando quaisquer hipóteses ao maiorquino.

O tenista de leste mostrou a sua melhor versão durante as pouco mais de duas horas de duelo, com Nadal a jogar demasiado curto e não ter grandes chances para impor a qualidade do seu ténis que se tinha vindo a jogar ao longo da competição, onde apesar de tudo foi tendo uma oposição de qualidade, em média, inferior à de Djokovic, que chegou assim mais rodado e preparado do que o seu rival para este encontro. O serviço do espanhol esteve longe da qualidade alcançada em dias anteriores e a resposta… idem. Só teve um break point todo o encontro, já na reta final do terceiro set…

Djokovic sai de Melbourne com mais de 10 mil pontos no ranking mundial e com pouco ou nada para defender até Wimbledon. Como noutras ocasiões, Djokovic volta a colocar-se a apenas um título do Djoko-Slam, após ter vencido os seus últimos 21 encontros e três torneios do Grand Slam.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.