Bernard Tomic arrasa Lleyton Hewitt: «Ninguém gosta dele»

Por José Morgado - Janeiro 14, 2019

Bernard Tomic, agora de regresso ao top 100 mundial depois de uma segunda metade de 2018 de retoma, foi eliminado esta segunda-feira, sem grandes surpresas, diante de Marin Cilic, finalista do ano passado, mas no final do encontro um dos temas de conversa com os jornalistas com um possível regresso à Taça Davis e a relação atribulada com o selecionador nacional, Lleyton Hewitt.

“Ninguém gosta do Lleyton Hewitt. Há um claro conflito de interesses entre aquilo que ele faz e as decisões que ele toma. Supostamente ele estava retirado, mas continua a jogar pares. Ao mesmo tempo, treina um dos jogadores da seleção. Ele escolhe constantemente os jogadores que permitem a influência dele”, disparou de forma arrasadora contra o antigo número um mundial, que lidera a equipa da Davis desde que se ‘retirou’.

Segundo a imprensa local, Thanasi Kokkinakis também é outro dos jogadores que não está contente com Lleyton Hewitt, com quem até mantinha uma boa relação. O jovem de 21 anos acha que o ex-líder ATP está por detrás da decisão do Australian Open de não lhe dar wild card para o quadro principal. Thanasi passou o qualifying e defronta esta terça-feira o japonês Taro Daniel na primeira ronda, num encontro agendado para o terceiro turno do Court 3.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.