Becker não deu troféus para pagar dívida de quase 60 milhões e agora pode ficar preso… sete anos

Por Pedro Gonçalo Pinto - Março 22, 2022

Boris Becker está envolvido numa situação extremamente delicada. O antigo número um do Mundo declarou falência em 2017, mas está acusado de 24 crimes e agora irá a julgamento durante as próximas três semanas num tribunal em Londres onde, se for condenado, pode passar os próximos sete anos na prisão.

Na base de tudo está uma dívida de 58 milhões de euros à qual Becker terá tentado fugir de todas as formas possíveis. Ora, o alemão recebeu ordem de entregar todos os seus troféus conquistados no ténis, que iriam limpar cerca de dois milhões da dívida, mas Becker não o fez. Dentro desta lista estava o título conquistado em Wimbledon (1985), bem como os arrebatados no Australian Open (1991 e 1996).

Além disso, é acusado de crimes de ocultação de património e de desvio de fundos para esconder as suas posses. Neste último ponto, em causa estão transferências para a sua ex-mulher Barbara Becker e para Sharlely Becker. Ao todo são 24 crimes, todos relacionados com o não pagamento da dívida, de ocultação de propriedade ou de mudança de fundos, sendo que, na pior das hipóteses, pode ficar preso durante sete anos.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.