Becker: «Este US Open é o Grand Slam mais imprevisível dos últimos anos»

Por Tiago Ferraz - Setembro 2, 2020
boris-becker

O antigo tenista alemão Boris Becker falou sobre o início do US Open e das possibilidades de um tenista alemão poder marcar presença na final do Grand Slam norte-americano.

“Espero que o Zverev consiga chegar à final. Espero mesmo que o consiga fazer, mas por agora não pode fazer mais nada a não ser preparar-se para o encontro da segunda ronda. Penso que estamos perante o Grand Slam mais imprevisível que já vimos em muito tempo. Claro que Djokovic é o grande favorito, mas todos necessitam de jogar encontros e penso que à medida a que os encontros forem passando os tenistas vão encontrar o seu ritmo de jogo”, disse, citado pelo Punto de Break.

Boris Becker fala ainda do início do US Open para Alexander Zverev que terminou com uma vitória diante do antigo top cinco mundial Kevin Anderson:

“Zverev arrancou este US Open da melhor forma. O seu encontro da primeira ronda poderia ser um encontro dos quartos de final ou meias-finais de um Grand Slam uma vez que jogou contra um tenista muito complicado de vencer e não teria sido nenhuma surpresa se o encontro tivesse ido a cinco sets”, assinalou.

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.