As maiores (e mais mediáticas) polémicas da temporada de 2019 no circuito ATP

Por Nuno Chaves - Dezembro 3, 2019
Kyrgios após vencer Nadal

A temporada de 2019 ficou marcada por vários momentos de brilhantismo, mas também por situações de enorme polémica, que não deixaram ninguém indiferente.

Bola Amarela fez uma revista dessas situações e estas são aquelas que consideramos ser as maiores e mais mediáticas polémicas de uma época intensa:

Kei Nishikori vs Pablo Carreño Busta – Oitavos de final do Australian Open:

Reação de Carreño após a decisão do árbitro

O encontro por si só já foi de contornos épicos, mas o momento que iria marcar o duelo estava reservado para o super tie-break (medida implementada pelo torneio) do quinto set. Tudo aconteceu quando o espanhol liderava por 8-5: após uma chamada que, segundo as leis, deveria originar a repetição (o árbitro entendeu que não deveria ser assim), Busta perdeu a postura, não conquistou mais nenhum ponto, foi eliminado e no final… descarregou toda a fúria no juiz máximo. Em conferência de imprensa, o antigo top 10 mundial acabou por pedir desculpa pela sua atitude.

Andy Murray vs Fabio Fognini – Oitavos de final do ATP 1000 de Xangai

Momento em que Murray confronta Fognini

Nova polémica, nova batalha épica. Aqui foi o italiano a levar a melhor após mais de 3h10 minutos de jogo, mas as coisas aqueceram na fase decisiva do terceiro set. Murray procurava colocar-se em posição de fazer o break com o marcador empatado a 5-5, subiu à rede e, no momento em que se preparava para fazer o volley, terá ouvido Fognini a gritar para o desconcentrar. Murray até conseguiu fazer o 6-5 (não serviu de muito pois acabou por ser quebrado logo a seguir) mas no momento em que foram para as cadeiras, o antigo número um mundial fez questão de confrontar o adversário… e até o mandou calar.

Daniil Medvedev vs Feliciano Lopez – Terceira ronda do US Open

Momento em que Medvedev tem um gesto pouco bonito para as bancadas

Este foi um dos bons duelos do último Grand Slam da temporada mas que ficou manchado pela má atitude de um dos grandes destaques da temporada. Medvedev, que salvou dois set points durante o primeiro parcial, reagiu com um gesto pouco digno para alguns adeptos presentes. Desde aí, a relação do russo com o público norte-americano nunca foi a melhor, em todos os jogos realizados até à épica final com Rafa Nadal foi assobiado e só fez mesmo as pazes no discurso de vice-campeão. Antes disso, já tinha pedido desculpas.


Mas quando falamos em polémicas, o nome que surge imediatamente… é o de Nick Kyrgios. Este foi mais um ano onde o bad boy do circuito foi notícia pelos bons e maus motivos. Estas foram as três piores situações de um jogador que, recorde-se, está com uma pena suspensa.

Nick Kyrgios vs Rafa Nadal – Oitavos de final do ATP 500 de Acapulco

Kyrgios após vencer Nadal

Foi um dos encontros do ano. Kyrgios perdeu facilmente o primeiro set, esteve muito perto de desistir, mas não abandonou o jogo… para não ser assobiado pelo público. O australiano continuou, recuperou a desvantagem, salvou três match points – pelo meio tentou fazer ases a servir por baixo – e triunfou. O cumprimento dos dois à rede foi muito frio e a reação de Kyrgios foi das mais efusivas que já se viu. Nadal, mais tarde, deixou muitas críticas ao australiano.


Nick Kyrgios vs Casper Ruud – Segunda ronda do ATP 1000 de Roma

É talvez a situação mais chocante do jogador de Camberra em 2019. Tudo aconteceu frente a um dos jogadores onde a relação está longe de ser boa. Kyrgios acumulou vários warnings e quando percebeu que já não havia nada a fazer… perdeu por completo a cabeça. É daqueles casos em que o melhor é mesmo ver as imagens.

Nick Kyrgios vs Karen Khachanov – Oitavos de final do ATP 1000 de Cincinnati

Mais uma situação inacreditável. Os problemas começaram no final do segundo set: Kyrgios, depois de ter vencido o primeiro, perdeu o segundo, ficou descontrolado e pediu para ir aos balneários. Mas o que se esperava ser uma ida normal foi… para destruir por completo duas raquetas. O árbitro, apesar disso, não deu qualquer warning, o encontro continuou e Khachanov acabou por vencer. No final, Kyrgios insultou e cuspiu na direção do juiz do jogo. Mais tarde acabou por receber uma pesada multa de 167 mil dólares.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.