Antigo top 4 Rusedski: «Seria bom que se jogasse o US Open em 2020»

Por Tiago Ferraz - Maio 28, 2020
greg-rusedski

O antigo tenista britânico Greg Rusedski deu uma entrevista à Tennis 365 onde analisou a possibilidade do US Open se jogar dentro das datas inicialmente previstas.

“Precisamos de encontrar uma maneira para que o US Open se jogue este ano, seja com ou sem espetadores. Tudo o que implique jogar o torneio seria algo muito bom sempre e quando possamos garantir a segurança de todos os tenistas e das pessoas envolvidas no torneio. A situação parece estar a melhorar com o passar dos dias e seria muito positivo que o ténis voltasse com a realização da prova”, disse, citado pelo Punto de Break.

O britânico Greg Rusedski defende que se o US Open se realizar vai acabar por ser bastante positivo a nível de audiências:

“Penso que os milhões de fãs em todo o mundo estão à espera e desejam que o ténis regresse o quanto antes. Se o US Open se jogasse isso seria uma grande oportunidade para levar o ténis ao topo com níveis de audiência televisiva incríveis. Além disso, acho que seria recordado como o (primeiro) torneio que voltou depois da pandemia de coronavírus”, afirmou.

Rusedski comentou ainda as palavras de Roger Federer que disse não gostaria de jogar ténis sem público:

“O Roger (Federer) exprimiu a sua opinião, mas acho que todos os tenistas teriam que fazer um esforço para se adaptar ao novo circuito que teremos pela frente. Até que não haja vacinas a situação será completamente diferente do mundo do ténis que conhecíamos anteriormente”, disse.

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.