Andy Roddick e Mardy Fish juntos no US Open?

Por admin - Junho 15, 2015

Eles não desistem. Depois de na temporada passada terem visto o sonho de jogarem juntos o Open dos Estados Unidos ser-lhes vedado, Andy Roddick e Mardy Fish têm este ano mais uma oportunidade de realizarem um desejo que se arrasta desde que os dois tinham 15 anos e eram colegas de escola.

A USTA (associação de ténis dos Estados Unidos) terá convocado uma conferência de imprensa com os dois jogadores para “discutir planos de verão”. A intenção dos dois amigos de longa data deverá passar pela participação na turné norte-americana durante o mês de agosto, tendo em vista a incursão no quadro de pares do último Grand Slam da temporada.

Na época passada, Roddick procedeu ao pedido para beneficiar de um wildcard para regressar a Flushing Meadows na companhia de Fish, mas, para sua surpresa, foi-lhe negada a oportunudade, já que precisava de informar atempadamente o ITF sobre o seu regresso e estar disponível para realizar testes antidoping pelo menos três meses antes da competição.

“Se eu decidir dopar-me e depois regressar aos courts, eu prometo que não vai ser para o torneio de pares do Open dos Estados unidos”, afirmou Roddick na altura, em entrevista à Fox Sports.

Para já, os dois jogadores preparam-se para disputar juntos o torneio de Atlanta, que tem início no dia 27 de julho, onde Fish vai também jogar o quadro de singulares, fazendo uma nova tentativa de regressar ao circuito. O jogador de 33 anos voltou à competição no passado mês de março, depois de uma longa paragem devido a problemas cardíacos, e, ainda que admita que precisa de ir com calma, também não esconde a vontade de regressar a Nova Iorque.

“Não é nenhum segredo, adorava voltar ao US Open, onde tudo desmoronou para mim em 2012, seria como que conquistar aquele lugar. E por ‘conquistar’ quero apenas dizer voltar a jogar lá. Há muitos demónios naquele lugar”, confessou Fish, de acordo com a AP – Sports.

Já o antigo número um nacional, campeão do Open dos Estados Unidos em 2003, não podia estar mais satisfeito por partilhar o court com o seu amigo de duas décadas. “O regresso do Mardy é uma história surpreendente. Somos amigos há muito tempo e queríamos jogar juntos uma última vez, e eu quero jogar com o meu amigo e partilhar com ele este regresso”, disse Roddick, que colocou um ponto final na sua carreira em 2012, então com 30 anos.