Andy Murray fecha a porta a jogar com o irmão nos Jogos Olímpicos e explica porquê

Por Nuno Chaves - Outubro 17, 2019

Os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 começam a estar cada vez mais na atualidade e há a referir umas importantes declarações de Andy Murray sobre jogar, ou não, na variante de pares com o seu irmão Jamie Murray.

O antigo número um mundial diz que a probabilidade de isso acontecer… é muito baixa. “Não acredito que seja um acordo fechado jogarmos juntos. Ele tem estado bem com o seu parceiro e se eu tiver um jogo de singulares como tive com o De Minaur (na China), como estou agora, não há hipóteses de jogar pares a seguir”, começou por dizer, em declarações recolhidas pelo Daily Mail.

Murray, que também admitiu que nas Davis Cup Finals o seu grande objetivo são os singulares, explicou ainda que quando jogou com o seu irmão em Jogos Olímpicos com o irmão… as coisas nunca correram bem. “Não temos estado bem porque isto aparece a cada quatro anos e nós ficamos desesperados por jogar bem mas nunca jogamos juntos e então apenas aparecemos e esperamos que resulte. Essa não é a forma correta de se preparar para uns Jogos Olímpicos”, explicou o britânico, bicampeão olímpico em título.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.