André Lopes: «Estamos orgulhosos do esforço e entrega das nossas atletas»

Por admin - 4 Fevereiro, 2015

Portugal não conseguiu evitar o desaire por 0-3 frente à Bulgária, esta terça-feira, naquele que foi o primeiro confronto da Pool C do Grupo I Zona Europa/África da Fed Cup 2015, mas é já com os pensamentos no embate com a Geórgia, esta quinta-feira, que a comitiva nacional está.

André Lopes, capitão da seleção nacional, considera que apesar do resultado pesado, as suas jogadoras não se exibiram a um mau nível e assegura que o grupo vai trabalhar para contrariar o começo negativo na eliminatória.

“Não foi o desfecho esperado, mas era algo que sabíamos que podia acontecer. Não considero que a Maria e Michelle tenham jogado mal, mas não conseguimos ser suficientemente bons e há que dar o mérito a ambas as jogadoras da Bulgária, pois exibiram-se a muito bom nível. Estamos orgulhosos do esforço e entrega das nossas atletas e vamos trabalhar para obter um resultado positivo no dia de amanhã.”

Maria João Koehler admitiu alguma a falta de ritmo, depois de uma longa paragem devido a lesão, mas destaca o facto de ter jogado sem sentir dores no seu primeiro encontro em solo húngaro.

Não considero que tenha feito um encontro negativo e sinto que fiz várias coisas bem. Faltou-me ritmo competitivo mas penso que, mesmo que estivesse num pico de forma, hoje teria sido um encontro muito duro de ganhar. A minha adversária serviu e respondeu bem, soube defender quando foi pressionada e esteve agressiva sempre que teve oportunidade. Estou contente por ter jogado depois de 6 meses sem qualquer tipo de dor.”

Michelle Larcher de Brito, que teve pela frente Tsvetana Pironkova, 50.ª do ranking WTA, espera elevar o nível no confronto com a Geórgia, que acontece esta quinta-feira, às 9 horas portuguesas.

“Hoje fiz um bom jogo e sinto que se tivesse conseguido aproveitar algumas oportunidades durante o encontro, o desfecho poderia ter sido diferente. Estou satisfeita por ter jogado assim no meu primeiro encontro e quero continuar a evoluir para poder fazer um bom encontro amanhã e vencer.”