Alcaraz junta-se a Bagnis e garante final mais importante da carreira em Oeiras

Por Bola Amarela - Maio 21, 2021
Foto: Sara Falcão/FPT

Carlos Alcaraz, jovem prodígio de apenas 18 anos, vai disputar em Portugal a final mais importante da carreira até agora. É que o número 114 do ranking mundial qualificou-se para o embate final do Challenger 125 de Oeiras, onde vai defrontar o argentino Facundo Bagnis, que atingiu a terceira final do seu percurso em solo português.

Alcaraz voltou a exibir-se num alto nível e não sentiu grandes dificuldades para levar a melhor diante do japonês Taro Daniel (112.º ATP). O promissor tenista espanhol triunfou com os parciais 6-2, 5-7 e 6-2, sendo que até podia ter fechado bem mais rápido. Alcaraz deixou fugir uma vantagem de 5-3 e um match point, mas recuperou a concentração e não deu hipóteses no parcial decisivo.

Já com três títulos Challenger no bolso, o prodígio nunca disputou um troféu desta envergadura, sendo que há outro aliciante para o duelo deste sábado. É que se Alcaraz vencer e erguer o troféu no Complexo Desportivo do Jamor, vai entrar no top 100 pela primeira vez na carreira.

No entanto, Alcaraz terá de ultrapassar a boa forma de Bagnis (109.º), que deu uma autêntica lição de ténis a Hugo Gaston (151.º). O carrasco de Nuno Borges jogou perto da perfeição e somou um triunfo claríssimo com os parciais 6-0 e 6-2, sem dar a mínima hipótese ao jovem francês. Agora vai à procura de acertar o registo em finais em solo português: é que o argentino perdeu na decisão do Challenger Braga e do Lisboa Belém Open em 2019.

Bola Amarela