João Sousa vence e vai reencontrar Andy Murray na 3.ª ronda

As bandeiras portuguesas presentes nas bancadas do court 6 parecem ter dado sorte a João Sousa. Ao som de gritos entusiasmantes como “Portugal, Portugal!”, o número um português e 33.º colocado do ranking mundial fez as delícias dos adeptos nacionais e apurou-se para a terceira ronda do Open da Austrália, em Melbourne, repetindo, desde já, o resultado obtido na edição de 2015, na qual cedeu para o escocês Andy Murray.

Num encontro que contou com um ligeiro atraso devido à chuva, Sousa, a fazer a sua sexta participação no Happy Slam, voltou a realizar uma prestação sólida, à semelhança da primeira ronda, para derrotar o seu amigo colombiano Santiago Giraldo, 70.º ATP, em quatro parciais, por 6-3, 7-5, 3-6 e 6-1, ao cabo de 2h36 de duração.

O pupilo de Frederico Marques, a defender o inédito estatuto de 32.º cabeça de série no primeiro torneio do Grand Slam da época, controlou a maior parte das trocas de bola de fundo court, num embate em que chegou a dispor de 18 pontos de break, cinco dos quais aproveitados, e no qual conseguiu recuperar de uma desvantagem de 1-3 na segunda partida.

Na terceira eliminatória, disputada este sábado, João Sousa vai reencontrar o escocês Andy Murray, número dois mundial que travou o português na mesma fase da edição de 2015, depois da vitória do escocês diante de Sam Groth, por 6-0, 6-4 e 6-1. Murray também derrotou Sousa na segunda eliminatória em Melbourne na época de 2013.

Com este triunfo, João Sousa alcança a terceira ronda de um torneio do Grand Slam pela terceira vez na carreira, depois de tê-lo feito no US Open de 2013 e no Open da Austrália em 2015. Deste modo, o vimaranense iguala o registo da número um portuguesa Michelle Larcher de Brito, que tem igualmente três presenças na terceira eliminatória de provas maiores – Roland Garros 2009 e Wimbledon 2013 e 2014.