«Federer vê vídeos para confirmar que o título na Austrália foi real», revela esquiadora suíça

Há quem grite, quem não diga coisa-com-coisa ou quem fique colado ao chão, mudo. Reações de fãs quando se apanham em frente ao seu ídolo há-as para todos os gostos e feitios, e a da esquiadora Michelle Gisin quando deu de caras com Roger Federer teve o seu ‘quê’ de memorável.

Pois bem, a suíça de 23 anos não fez mais do que chamar a sua mãe – literalmente, sim – quando o seu compatriota lhe deu os parabéns pessoalmente pela medalha de prata conquistada no Mundial de Esqui Alpino em St. Moritz, na Suíça, que se realizou no fim-de-semana passado e que contou com Federer nas bancadas. “Quase que desmaiei quando ele me abraçou”, confessou a helvética ao Blick.

“Foi lindo. Chamei a minha mãe para falar com ele, porque ela é uma grande fã. Vamos falar muito sobre este grande dia durante os próximos meses”, acrescentou Gisin, revelando que Federer quase precisa de se beliscar, ainda hoje, para se certificar de que o triunfo na Austrália aconteceu.

“Ele congratulou-me pela medalha de prata e eu dei-lhe os parabéns por tudo, e especialmente por este último Grand Slam, no Open da Austrália. Disse-me que ainda mal acredita no seu triunfo em Melbourne e que vê vídeos dos melhores momentos para ter a certeza de que foi real”, contou, animada, Gisin. “Foi impressionante poder falar com ele. Estar sentada ao seu lado foi espetacular”.