Carreño Busta: «A qualidade do encontro não foi a melhor mas era muito importante chegar à final»

Pablo Carreño Busta, número 50 do ranking mundial, qualificou-se pela primeira vez para uma final em Portugal. O espanhol derrotou este sábado à tarde o francês Benoit Paire, terceiro cabeça de série, por 6-3 e 6-3, e, em conferência de imprensa, admitiu ser muito importante chegar à sua segunda final da carreira, apesar das condições ventosas.

“As condições eram muito complicadas, estava muito vento e não era fácil, isso notou-se. A qualidade do encontro não foi a melhor mas era muito importante chegar à final. Estou muito contente por estar noutra final depois de tudo o que tenho vindo a trabalhar. Acho que mereço e amanhã vou dar tudo para tentar ganhar o meu primeiro título”, confessou o finalista do torneio de São Paulo, Brasil, este ano.

“É claro que a primeira final custa sempre mais do que a segunda e a terceira. Acho que será mais fácil de abordar este encontro”, rematou Carreño Busta, que na final deste domingo tem pela frente o vencedor do confronto entre o compatriota Nicolas Almagro e o australiano Nick Kyrgios, finalista da edição transata.

Sobre o autor
- Licenciado em Ciências da Comunicação - vertente de Jornalismo - pela Universidade Autónoma de Lisboa. Ténis é a minha vida. Colaborador do site Bola Amarela desde Dezembro de 2011.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *