Boris Becker: «O Djokovic vai ter que se sacrificar para voltar a ser número 1»

A derrota de Novak Djokovic na segunda ronda do Masters 1000 de Indian Wells, frente a Taro Daniel, veio confirmar que o sérvio ainda está longe da sua melhor condição física, depois de ter realizado o primeiro encontro após a operação ao cotovelo.

Boris Becker, ex técnico de Djokovic, falou sobre o atual momento do jogador de 30 anos. “O Novak é um homem de família feliz. Ele passa muito tempo com a sua mulher e filhos mas para ser número um tem que estar ligado a 100% com o desporto, a toda a hora. Ele é inteligente, sabe o que tem de fazer. Chama-se sacrifício”, afirmou o comentador, numa entrevista à CNN.