Rafael Nadal confirmou esta terça-feira em conferência de imprensa que solicitou ao ATP World Tour a não nomeação de Carlos Bernardes para os seus encontros, depois de constantes confrontos com o árbitro brasileiro nos últimos meses, que viveram o momento de maior tensão nas meias-finais do ATP 500 do Rio de Janeiro, diante de Fabio Fognini.

“Respeito muito o Bernardes, mas há muitos árbitros no circuito. Considero-o um bom árbitro, uma boa pessoa, mas penso que quando se tem problemas com um determinado o árbitro o melhor é mantermo-nos afastados. Penso que é melhor para os dois, mas não tenho nada contra ele em termos pessoais”, confessou após bater Quentin Halys, na primeira ronda de Roland Garros.

O espanhol confessou mesmo que foi ele a solicitar ao ATP se havia ou não essa possibilidade. “Fiz esse pedido, perguntei se era possível. Não é nada de pessoal e vou adorar voltá-lo a tê-lo na cadeira num dos meus encontros. Mas esta pausa é boa, porque sinto que ele não me respeitou nesse encontro no Rio de Janeiro”.

Sobre o autor
- Artigo escrito ou editado pela equipa de redação.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.