Federer: «Só vou acreditar que o Nadal não ganha mais nada… no dia em que ele se retirar»

Roger Federer, número três mundial, voltou a tecer palavras elogiosas sobre Rafael Nadal em vésperas de mais uma edição do US Open, o único torneio do Grand Slam onde os dois rivais nunca se defrontaram. Em todos os outros mediram forças pelo menos três vezes.

“A época do Nadal é incrível. Ganhar Roland Garros pela 10.ª vez é impressionante e havia muita gente que achava que ele não voltaria a ganhar nada. Eu só vou acreditar que ele deixa de vencer… no dia em que ele se retirar. Não estou surpreendido que ele tenha voltado a jogar a um nível que lhe permita volta a ser número um do Mundo”, confessou o suíço de 36 anos.

O que surpreende Federer são as muitas lesões que têm afetado outros rivais. “Nunca imaginei que os dois finalistas de 2016 não viessem ao US Open este ano. Nem que o Andy Murray iria passar tão mal este ano. Nem que o Raonic e o Nishikori teriam igualmente lesões. É claro que surpreende tudo ao mesmo tempo…”

 

Sobre o autor
- Artigo escrito ou editado pela equipa de redação.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *