Bresnik: «O Thiem é o único jogador que nunca me perguntou ‘quanto tempo falta para acabar o treino?’»

Dominic Thiem aterrou esta quarta-feira em Londres com o conhecimento de que terá o estatuto de oitavo cabeça-de-série no All England Club. E se lutar pelo título de Wimbledon, onde nunca passou da segunda ronda, parecia uma verdadeira utopia há algumas semanas, o caso mudou de figura nos últimos tempos, com a conquista de um título na relva de Estugarda, o alcançar das meias-finais em Halle e uma vitória sobre Roger Federer, o melhor de sempre nesta superfície.

Entrevistado pelo site oficial de Wimbledon, Gunter Bresnik, treinador de Thiem desde a adolescência, conta porque é que o atual número oito mundial é especial. “Ele é o único jogador que tive, em mais de 15 anos, a nunca me ter perguntado ‘quanto tempo falta para acabar?’ ou ‘quanto tempo vai demorar?’. Isso diz muito sobre o jogador. O que faz dele tão bom é que ele tem uma paixão ilimitada pelo ténis e quer sempre melhorar.”

Bresnik vai mais longe… “O Dominic é aquele tipo de rapaz que se deita e acorda a pensar em como pode melhorar. E não é apenas pensar. Ele tem o físico e a resistência para aguentar os treinos que fazem dele um jogador cada vez melhor.”

Ainda assim, Bresnik não está à espera que o seu pupilo faça um grande torneio em Londres. “Há muitos jogadores que não são cabeças-de-série e são muito melhores jogadores de relva do que o Dominic. Ele sente que ganhou um torneio de relva, mas sem saber bem como, e temos de ir encontro a encontro, sem pensar que vamos estar aqui tanto tempo quanto em Paris [meias-finais]”.

Thiem concorda com Bresnik. “Não estou à espera de chegar muito longe e o meu primeiro objetivo é passar a segunda ronda. Com uma terceira ronda já não ficaria muito triste. Mas claro que as minhas expetativas cresceram um pouco depois de Estugarda. Ganhar ao Federer em relva não estava nem nos meus sonhos mais loucos.”

Sobre o autor
- Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Jornalista do Jornal Record desde 2013. Entrou no Bola Amarela em 2008 e ainda por aqui está, a escrever sobre a modalidade que verdadeiramente o apaixona.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *