Wimbledon: os cinco encontros mais aguardados da Manic Monday

Por José Morgado - Julho 5, 2021

Chegou aquele que é para muitos o melhor dia de ténis do ano: a Manic Monday acolhe todos os encontros dos oitavos-de-final de singulares masculinos e femininos de Wimbledon — isso não acontece em mais nenhum Major — e abraçámos a difícil de tarefa de selecionar os cinco encontros em relação aos quais estamos mais expectantes.

ASHLEIGH BARTY VS. BARBORA KREJCIKOVA – 1.º encontro do Court 1, às 13h00

É o grande encontro do dia no lado feminino. Frente a frente estarão nada mais, nada menos do que as duas tenistas com maior número de pontos WTA somados em 2021. A número um mundial tem estado sólida nesta edição de Wimbledon, mas a campeã de Roland Garros vai em 15 (!) vitórias seguidas.

IGA SWIATEK VS. ONS JABEUR – 1.º encontro do Court 2, às 11h00

Vinda de uma vitória fabulosa diante de Garbiñe Muguruza, a melhor tenista árabe de sempre quer ‘vitimar’ mais uma campeã de Grand Slam. Iga Swiatek, no entanto, foi uma das jogadoras que melhor ténis jogou na segunda semana.

COCO GAUFF VS. ANGELIQUE KERBER – 2.º encontro do Court Central, pelas 15h30

Numa jornada que promete duelos incríveis no setor feminino, aquele que tem honras de Court Central é entre a ex-número um Kerber e a prodígio Gauff, que quer chegar aos ‘quartos’ pelo segundo Grand Slam seguido. A campeã de 2018 tem favoritismo, mas deverá ser testada pelo terceiro encontro seguido, numa altura em que vai em sete vitórias seguidas em relva.

FELIX AUGER-ALIASSIME VS. ALEXANDER ZVEREV – 2.º encontro do Court 1, pelas 15h00

O canadiano procura fazer o seu melhor resultado da carreira em Majors aos 20 anos e tem pela frente um tenista que já foi ao top 8 em todos os Grand Slams… menos neste. O alemão venceu sempre o canadiano facilmente nos três duelos anteriores, mas este promete ter outra história.

DENIS SHAPOVALOV VS. ROBERTO BAUTISTA AGUT – 2.º encontro do Court 3, pelas 13h00

O canadiano esteve impressionante diante de Andy Murray e agora terá pela frente o semifinalista da última edição, num encontro que parece ter selo de maratona. O canadiano busca os ‘quartos’ de um Slam pela segunda vez na carreira, depois do US Open 2020.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.