Wawrinka arrasa com o Conselho de Jogadores do ATP liderado por Djokovic

Por José Morgado - 4 Maio, 2019
djokovic-wawrinka

Stan Wawrinka, antigo top 3 mundial e uma das vozes mais críticas face a algumas das polémicas recentes do ténis mundial, publicou no jornal britânico ‘The Times’ uma carta aberta onde fala com dureza de alguns dos problemas do ténis mundial atualmente, não poupando críticas ao Conselho de Jogadores, que diz estar a ser conivente com muitas dessas situações.

“Este episódio deixou muitos jogadores, eu incluído, preocupados sobre a direção que o nosso desporto está a seguir. Não entendo como é que o Gimelstob demorou meses a tomar esta decisão. Não há espaço no nosso desporto para este tipo de pessoas. A falta de respostas das pessoas envolvidas no ténis, especialmente em dezembro quando ocorreram as agressões, é alarmante. É uma situação onde o silêncio significa cumplicidade”, escreveu o suíço sobre o caso de Justin Gimelstob.

Stan assegura que muita gente não se sente representada pelo Player’s Council. “Muitos jogadores sentem que não foram representados de forma adequada nos últimos meses, meses onde muita coisa se passou. Eu concordo. Não quero estar associado a ninguém envolvido em atos como os de Gimelstob, muito menos ser representado por eles. Quero ser representado por pessoas com valores éticos fortes e claros”, concluiu Wawrinka.

Este sábado, Wawrinka publicou uma foto simpática ao lado de Djokovic, presidente do Conselho de Jogadores, depois de um treino em Madrid. Na agenda terá provavelmente estado aquilo que escreveu na sexta-feira.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.