Van Uytvanck conta como foi perseguida pela agora suspensa Peng

Por Bola Amarela - 13 Agosto, 2018

Alison Van Uytvanck, que ocupa esta semana o seu melhor ranking de carreira, contou no Twitter como foi perseguida pela chinesa Shuai Peng, agora suspensa por ter alegadamente tentado subornar a belga para que desistisse do quadro de pares de Wimbledon em 2017 para que a chinesa pudesse assim trocar de parceira e jogar com Sania Mirza.

“Ela queria jogar com a Mirza e perseguia-me dia e noite. Denunciei logo a situação à Unidade para a Integridade do Ténis. Sempre quis que o ténis fosse um desporto limpo”, disparou a belga, que acabou mesmo por desistir do quadro de pares e deixou a chinesa… apeada.

Peng explicou a situação, dizendo que não conhecia Van Uytvanck. “Nem sequer nos conhecíamos e a parceira da Mirza lesionou-se, pelo que lhe pedimos (à Van Uytvanck) que pudesse desistir. Oferecíamos o prize money da primeira ronda. Mas ela podia ter recusado e pronto. Nunca me disse nada, nunca me respondeu, não apareceu em court e ainda me denunciou”, desabafou a chinesa, que assim poderá ter a carreira arruinada.

  • Categorias:
  • WTA