Simon ao ataque: «Não me quero vacinar, eu não tenho medo da Covid-19»

Por Nuno Chaves - Agosto 28, 2021
Gilles-Simon
Images via Reuters/Tony O’Brien

A vida não anda fácil para Giles Simon e pior ficou depois de ter sido obrigado a desistir do US Open devido a um teste positivo do seu treinador à Covid-19.

O francês está obrigado a cumprir uma quarentena de 10 dias, por ser um contacto de risco e também por ainda não estar vacinado contra o vírus. Ora foi precisamente sobre isso que Simon quis falar e as suas declarações foram… polémicas.

“Basicamente não me quis vacinar. Não tenho medo da Covid-19. A minha filosofia é: se tens medo do vírus vacinas-te, se não tens, não te vacinas”, confessou.

Simon, longe daquilo que fez noutros anos da sua carreira, admitiu ainda que este poderá ter sido o seu último US Open.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.