Sharapova apresenta profunda reflexão: «Não podes agradar a toda a gente, não estás aqui para fazer amigos»

Por Nuno Chaves - Setembro 16, 2019

Maria Sharapova está a viver uma das fases mais complicadas da carreira, onde os bons resultados teimam em não aparecer, algo que já a levou para a 135.ª posição do ranking mundial.

A antiga número um mundial deu uma entrevista ao Wall Street Journal, onde apresentou uma profunda reflexão, quer a nível competitivo, quer a nível pessoal. “Tens que ter claro quem és, não podes agradar a toda a gente. Não tens de estar aqui ou ali para fazer amigos, ou que toda gente goste daquilo que dizes. Quando estás comprometida com um objetivo, o que importa é como vês o futuro, os teus objetivos, o resto não deve importar”, admitiu a russa.

Sharapova falou também das particularidades do ténis. “Creio que este desporto é muito solidário. Tu contratas uma grande equipa para ser a melhor possível e, na minha equipa é assim, mas no final és tu que bates na bola, és tu que estás no court e estás completamente sozinha”, referiu.

“Controlas as derrotas e as vitórias e ainda que todos tenham uma pequena parte de responsabilidade, no final, quando queres ganhar um torneio, a grande cota de responsabilidade é tua. Nesse sentido, o ténis tem uma parte mais obscura”, afirmou a tenista de 32 anos.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.