Primeiro-ministro australiano diz que Djokovic só entra no país se estiver vacinado

Por José Morgado - Dezembro 9, 2021
Foto: EPA

O primeiro ministro da Austrália garantiu que Novak Djokovic não será tratado de forma especial e terá mesmo de provar que está vacinado para poder entrar no país. O tenista sérvio, que não revela se está vacinado, encontra-se entre os inscritos para o Open da Austrália, o primeiro torneio do Grand Slam da temporada, que se disputa já em janeiro.

“Não há regras especiais para os tenistas nem para ninguém”, assegurou Scott Morrison, em declarações à Sky News. “Seguirá os mesmos requisitos que toda a gente para entrar na Austrália.”

Djokovic, número um do Mundo, está inscrito na edição de 2022 do Australian Open, mas continua sem revelar se vai ou não participar, tendo em conta a sua (conhecida) posição em relação às vacinas e a obrigatoriedade imposta pela organização do governo australiano de que todos os jogadores e equipas técnicas se apresentem no país com vacinação completa.

Se vencer o Open da Austrália, em Melbourne, entre 17 e 30 de janeiro, Djokovic torna-se no tenista com mais títulos em torneios do Grand Slam. Nesta altura o sérvio, Rafael Nadal e Roger Federer estão empatados no topo da lista de jogadores com mais majors, com 20 torneios cada.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.