Presidente da FP Ténis e o adiamento dos Jogos: «Era inevitável»

Por Bola Amarela - Março 24, 2020
vasco

O presidente da Federação Portuguesa de Ténis (FPT), Vasco Costa, considerou que era inevitável o adiamento dos Jogos Olímpicos Tóquio’2020, comunicado esta terça-feira pelo Comité Olímpico Internacional (COI) e o Comité Organizador dos Jogos, devido à pandemia da covid-19.

“Acho que era inevitável. Ontem [segunda-feira], a Federação Portuguesa de Ténis tinha apoiado a decisão do COI, tal como a Federação Internacional de Ténis havia feito, de esperar quatro semanas para tomar uma decisão, mas sempre pensei que o adiamento acabaria por ser inevitável”, avançou Vasco Costa.

O presidente da FPT lembra que o novo coronavírus continua numa fase ascendente e que é difícil de prever a sua evolução nos próximos meses, pelo que a decisão anunciada hoje é a mais sensata. “É o mais seguro, atendendo à evolução da pandemia”, frisa o responsável federativo, lembrando que foi o próprio primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, a solicitar o adiamento ao COI.

Vasco Costa lembra que a decisão também tem a ver com o facto de a pandemia de Covid-19 impedir qualificações: “Isto não tem só implicações na realização dos Jogos Olímpicos, compromete também as fases de apuramento”.

Bola Amarela