Portugal 3 – 1 Finlândia: João Sousa protagoniza festa nacional em Viana

Por admin - 19 Julho, 2015

Está feita a festa portuguesa! João Sousa voltou pelo terceiro dia consecutivo ao Court de Ténis de Viana do Castelo para dar o valioso ponto que confirma a passagem de Portugal ao playoff de acesso ao Grupo I da Zona Europa/África da Taça Davis, com um triunfo autoritário sobre Jarkko Nieminen. O número um português voltou a mostrar que tem ténis que chegue para derrotar o número um finlandês, impondo-se pelos parciais de 6-3, 6-3 e 6-4, “matando” a eliminatória diante da Finlândia, por 3-1.

Com as bancadas do court central do clube nortenho novamente à pinha, o vimaranense mostrou-se muito sólido desde o início do encontro, fazendo o break logo no quinto jogo do set inaugural. A encostar o experiente jogador nórdico às cordas, com pancadas determinadas e com a concentração em alta, o melhor jogador nacional voltou a chegar à quebra (5-3), colocando-se a servir para selar a partida inaugural. Uma quebra na concentração viria a adiar o que acabou por acontecer no jogo de serviço de Nieminen, à terceira tentativa.

No segundo set, o finlandês de 33 anos entrou mais alerta e fez o break logo de entrada, mas o português de 26 anos meteu imediatamente um travão nas aspirações do seu adversário, fazendo o 1-1. Depois disso, o break voltou a aparecer, mas, desta feita, para o lado de Sousa, com uma dupla-falta do nórdico, que deu ao português o embalo necessário para vencer o segundo parcial ao quinto set point.

Mais um set, mais um break madrugador. Aproveitando o desgaste do seu oponente, o jogador de Guimarães não demorou a adiantar-se para 3-1 e, mesmo quando viu o antigo número 13.º mundial fazer o contra break, igualando o marcador a três, não se deixou afetar e voltou a agarrar a oportunidade para passar para a frente no marcador. No 4-4 e 30-30, Sousa viu o juiz de linha assinalar falta de pé a Nieminen, ficando com um break point a favor, que não desperdiçou.

IMG_1078

Foto: Bola Amarela

O público reagiu efusivamente, e o número um português fez aquilo por que todos esperavam: converteu o match point e deu a Portugal a vitória na eliminatória referente à segunda ronda do Grupo II da Zona Europa/África da Taça Davis 2015. Sob a alçada de João Sousa, Gastão Elias, Rui Machado e Frederico Silva, Portugal fez o que não conseguiu em 1968, quando a Finlândia se impôs por 4-1, em Helsínquia. O adversário de Portugal no playoff não é ainda conhecido, já que Bielorrússia e Turquia disputam neste momento o quinto e decisivo encontro da eliminatória.

Com a eliminatória decidida, Nuno Marques confessou entre festejos, ainda no court, que vai ser Frederico Silva a disputar o último encontro do confronto e não Rui Machado como estava inicialmente previsto. Defronta Micke Kontinen.