Planos de Sharapova na adolescência: «Pensava em ganhar alguns torneios e constituir família»

Maria Sharapova completa 31 anos em abril, e se neste momento a reforma não faz ainda parte dos seus planos, a verdade é que enquanto adolescente os seus planos passavam por uma curta carreira e não mais do que uma mão cheia de troféus.

“Quando era adolescente, nunca pensei que jogaria até aos 30 anos”, disse a antiga número um mundial durante a entrevista que antecede o Open da Austrália. “Pensei em ganhar alguns torneios e ter uma família. E aqui estou eu, num desporto que me deu tanto – e espero constituir família também”.

Campeã em 2007, Sharapova tem consciência de que “não há uma forma fácil de voltar ao topo”. “Temos sempre de bater as melhores jogadoras para lá chegar. Continuo a ter a vontade. Espero colocar-se nessa posição. Coloco muitas expectativas em mim, já estive no topo. Depois de ter estado tanto tempo afastada, é preciso fazer ajuste. Não são fáceis e levam algum tempo”, concluiu.

Sharapova vai defrontar na primeira ronda do Open da Austrália, a alemã Maria Tatjana, sendo que poderá medir forças frente a Angelique Kerber na 3ª ronda da prova australiana.