Oportunidade em Madrid: está garantido um finalista nunca antes visto num Masters 1000

Por Bola Amarela - Maio 6, 2021
ruud

À semelhança do que aconteceu em Miami, o Mutua Madrid Open está a provar ser uma grande oportunidade para alguns jogadores. Que o digam Cristian GarínMatteo BerrettiniCasper Ruud Alexander Bublik. Um destes jogadores vai alcançar a final do Masters 1000 que se joga na capital espanhola, pelo que está garantido um finalista inédito em torneios desta série do ATP Tour.

O duelo dos quartos-de-final mais improvável acaba por ser entre Ruud (22.º) e Bublik (44.º), embora o norueguês já tenha alcançado duas meias-finais Masters 1000 na carreira e ambas são bem recentes: na terra batida de Roma, no ano passado, e há bem pouco tempo, em Monte Carlo. A maior surpresa é mesmo o cazaque, que várias vezes criticou o ténis no pó de tijolo, mas que agora está pela segunda vez (depois de Miami já este ano) na carreira nos ‘quartos’ de um Masters 1000. Resta saber se, desta feita, consegue dar mais um passo.

Por outro lado, Berrettini entra como o mais cotado desta metade do quadro, visto ser o 10.º do ranking mundial. Certo é que o italiano tem apenas umas meias-finais na carreira (Xangai’2019), enquanto esta é somente a terceira vez que se encontra no top 8 de um Masters 1000. Já Garín (25.º) está nos quartos-de-final pela segunda vez, mas nunca alcançou sequer o top 4 num torneio desta envergadura.

Bola Amarela