O Bola Amarela no evento Wilson Clash Invite Only

Por Inês Mata - Março 6, 2019
evento-wilson-clash

O evento Wilson Clash Invite Only ocorreu na passada quinta-feira, dia 28 de fevereiro, e o objetivo principal era fazer com que oito convidados testassem as duas novas raquetes da marca: A Wilson Clash 100e a Wilson Clash 100 Tour, ambas lançadas no mês de fevereiro.

 

 

Wilson Clash Invite Only

O testemunho de quem experimentou a gama “Clash”

 Consideramos que nada é melhor do que dar a palavra a quem experimentou a raquete em primeira mão e, por isso, os oito convidados do evento falaram um pouco do que sentiram durante o teste da Wilson Clash 100 e da Wilson Clash 100 Tour:

 

 “Quando eu quero acelerar a bola, sinto que consigo obter bastante controlo na mesma. Gostei imenso, quer de um modelo, quer de outro”.
– Patrícia Couto – Jogadora de Seniores

“Gostei muito da raquete de 310 gramas (Wilson Clash 100 Tour), senti que tinha muito controlo”.
– Célia Sá – Jogadora Veterana (Campeã de Masters, ver aqui)

“Achei a gama “Clash”, muito confortável e gostei muito dos serviços que fiz com as raquetes que experimentei. Gostei bastante do conforto e, ao mesmo tempo, da potência e do controlo.”
– Paula Silvestre – Jogadora Amadora

“Achei a linha da “Clash” muito confortável, embora esta seja exigente. O design é perfeito”.
– Rui Palhoto – Professor no Clube de Ténis de Coimbra

“Considerei a raquete 100 Clash muito manobrável. Para pessoas que jogam menos vezes, como eu, é ideal, pois controla-se bem”.
– António Paes Faria – Presidente da Associação de Ténis do Porto

“Gostei das duas raquetes, mas tenho preferência pelo modelo Clash 100 Tour, pois é mais potente e controlada. Apesar do seu peso, considerei esta raquete maleável”.
– Vítor Pereira – Presidente Clube de Ténis do Porto e Jogador Veterano  (Campeão de Masters, ver aqui)

“Estas duas raquetes elevam a performance de cada jogador. Eu identifiquei-me mais com a Clash 100 Tour, pelo compromisso e pela facilidade no balanço. Esta gama representa um “passo à frente” da Wilson”.
– José Rato – Professor de Ténis e Monitor do Clube de Ténis do Porto

“Ambas as raquetes são de fácil adaptação, porque oferecem bastante conforto e não desiludem na potência e no top spin. As duas são fenomenais, porém a Clash 100 Tour oferece uma maior firmeza na altura de terminar os pontos na rede. A Clash 100 Tour é a mais indicada para um jogador que treina regularmente, pois é um bocadinho mais exigente que a Wilson Clash 100”.
– Joaquim Regadas – Responsável do site noticioso de ténis “Bola Amarela”

 

 

Review das raquetes Wilson Clash 100 e Wilson Clash 100 Tour

A designação de “Clash” (choque) vem no seguimento da intenção da Wilson em querer que os utilizadores entendam o confronto que existe nesta gama de raquetes, que tanto podem ser estáveis e rígidas, como flexíveis.

Habitualmente, a flexibilidade das raquetes de outras gamas acaba por comprometer a estabilidade do aro, com a consequente perda de energia, resultando em menor potência.

A gama “Clash” reúne o “melhor de dois mundos”, pois proporciona uma confiança total em qualquer jogador, com um controlo absoluto e confiança no swing.

A tecnologia Freeflex e as propriedades do Carbon Mapping permitem que a gama “Clash” transmita uma excelente precisão e controlo, e que os jogadores façam swing com liberdade e com mais confiança do que nunca. O aro geométrico único destas raquetes, desenhado através de simulação digital, proporciona uma estabilidade e potência fora do comum.

 

 

Potência

Controlo

Flexibilidade

Estabilidade

 

Wilson Clash 100

Peso 295 gr
Balanço 31.0 cm
Comprimento 68.58 cm
Padrão das Cordas 16×19
Índice de Rigidez 11.2 mm
Frequência 129 Hz
Tamanho da Cabeça 645 cm2

 

 

Wilson Clash 100 Tour

Peso 310 gr
Balanço 30.6 cm
Comprimento 68.58 cm
Padrão das Cordas 16×19
Índice de Rigidez 11.2 mm
Frequência 128 Hz
Tamanho da Cabeça 645 cm2

 

Inês Mata
Licenciada em Ciências da Comunicação/ Pós-Graduada em Comunicação Empresarial/ Formada em Digital Marketing & Estratégia