Novidades no Pink Tour: Beatriz Abreu sobe ao segundo lugar, Patrícia Brandão mantém-se líder

O CT Guimarães preparou-se com pompa, circunstância e profissionalismo para receber as dez jogadoras que viriam a disputar a sétima e penúltima etapa do Pink Tour 2017, no passado fim-de-semana.
Num quadro principal onde era a principal favorita à vitória, Beatriz Abreu, do CT Braga, fez jus às expectativas e arrecadou mesmo o segundo triunfo em etapas da presente edição do circuito feminino nacional de ténis. Depois de deixar para trás Ana Monteiro e Patrícia Brandão (GC Santo Tirso), Abreu bateu em dois sets (7-5 e 6-1) a jovem jogadora do Boavista FC, Luísa Pelayo, na final do quadro principal de singulares. No Quadro B, Ana Monteiro, da ETJFS, levou a melhor sobre a concorrência.
Na variante de pares, a dupla composta por Flávia Macedo (CT Viana) e Patrícia Brandão conquistou a vitória na final perante Ana Monteiro/Vânia Silva de forma contundente, com um duplo 6-0.
Com esta vitória no Guimarães Pink Tour, Beatriz Abreu sobe ao segundo posto no ranking geral do Pink Tour, tendo apenas à sua frente Patrícia Brandão, isto quando falta apenas uma jornada para o final do circuito. Tudo será decidido em Vila do Conde, a 17 e 18 de Junho.F

Na prova anterior, em Viana, Patrícia Brandão reforçou a liderança

Foi uma etapa do Pink Tour 2017 tão equilibrada quanto emotiva no Clube de Ténis de Viana. À sexta etapa, Patrícia Brandão, do GC Santo Tirso, conseguiu mesmo a sua primeira vitória em quadros de singulares da actual edição do circuito feminino.
Numa jornada em que oito tenistas de sete clubes nacionais diferentes discutiram o troféu, a final do quadro de singulares foi disputada por Brandão e Flávia Macedo, uma jogadora “da casa”. Depois de um embate bastante equilibrado, cujo primeiro set foi resolvido nos pormenores, Patrícia Brandão partiu para um importante triunfo pelos parciais finais de 7-6(5) e 6-2 frente à adversária. No Quadro B, foi Bárbara Balancho (SC Porto) que se destacou, mais uma vez, com o triunfo na final sobre Rafaela Silva, do AC Alfenense.
Para culminar da melhor forma a prova, Patrícia Brandão, em conjunto com Bárbara Balancho, triunfou também na variante de pares femininos. Na final, a dupla bateu as 1ª cabeças-de-série Flávia Macedo/Rafaela Silva com um duplo 6-1.

Pink Masters & Double Challenge no RTA – Amarante

Nesta fase decisiva do Pink Tour 2017, cujo ranking já conta com cerca de 100 tenistas nacionais, vale a pena relembrar que nesta edição também haverá um Pink Masters, o evento que encerra da melhor forma o circuito e exalta o ténis feminino nacional.
Nesta edição, além do Pink Masters, competição destinada às 16 melhores jogadores ao longo da presente edição do Pink Tour, ainda terá o Double Challenge, uma prova com inscrições abertas a todas as tenistas que jogaram pelo menos uma das etapas do circuito. Ou seja, a Vila do Conde Pink Tour será mesmo a última oportunidade para fazer parte da festa do ténis feminino que vai ter lugar, a 8 e 9 de Julho, no RTA, em Amarante. É agora ou nunca.