Nalbandian: «Eu fazia aquilo que queria com a minha esquerda a duas mãos»

Por José Morgado - Maio 4, 2020
nalbandian

David Nalbandian, argentino que para muitos é um dos melhores tenistas de sempre a nunca ter conseguido vencer um título de Grand Slam, esteve em direto no Instagram a repassar alguns dos melhores momentos da sua carreira. O tenista sul-americano não hesitou na hora de classificar a sua esquerda a duas mãos como a sua melhor pancada.

“A minha esquerda sempre foi a pancada mais fluída. Eu fazia aquilo que queria com aquela pancada independentemente de como a bola vinha. Com a direita já tinha de pensar um pouco mais e demorava um pouco mais de tempo a encontrar o timing. Com a esquerda podia estar 60 dias seguidos a jogar de olhos fechados sem sequer me desgastar mentalmente”, assumiu o tenista das Pampas.

https:\/\/bolamarela.pt//bolamarela.pt//www.youtube.com/watch?v=uRSEQoyeXVU

‘Nalba’ lembrou ainda aquela que sempre foi a sua filosofia durante a sua carreira. “Para mim o mais importante era ter a cabeça fresca. Mas até do que o corpo. Eu precisava sempre de ter pelo menos uma tarde livre de 15 em 15 dias, sem treinar absolutamente nada, para desanuviar. Fazer simplesmente aquilo que me apetecia: ia pescar, saltar de para-quedas, fazer um troço de rally. Precisava daquilo para me sentir melhor”.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.