Murray otimista para o resto da temporada: «Nunca estive tão bem»

Por Bola Amarela - Julho 29, 2018

As tentativas de regresso à competição não têm sido bem sucedidas por Andy Murray, que se viu obrigado a desistir de Wimbledon quando já tinha um pé no All England Club, mas o tenista britânico diz nunca ter estado tão bem desde que se afastou dos courts por culpa da grave lesão na anca, há um ano, e que o obrigou a passar pela sala de operações.

“Nunca estive tão bem”, revelou o ex-número um mundial, que vai iniciar o segundo semestre da temporada nesta segunda-feira, no ATP 500 de Washington. “Demorou algum tempo até recuperar a forma, depois de ficar um longo período afastado. Só joguei três encontros no último ano e estou a tentar voltar aos courts da melhor maneira possível”, frisou Murray, que ocupa atualmente a 838.ª posição do ranking mundial.

“Vamos ver como é que eu me comporto depois de dois , três, quatro, cinco encontros seguidos na mesma semana. Esse será o grande teste. Treinei bastante e sinto-me muito bem, por isso espero que tudo corra bem”, declarou, acrescentando que apesar de “estar muito melhor do que estava na temporada de relva”, não disputa “um encontro em superfícies duras desde Indian Wells do ano passado, é muito tempo”.

O plano passa, por isso, por “seguir saudável até o fim do ano”. “Penso que se conseguir fazer isso vou vencer encontros e meu ranking vai subir. Jogar um ou dois torneios e depois parar por mais um mês iria interromper uma rotina que estou a precisa de ter. A minha meta é encontrar o caminho daqui até o fim do ano e ficar bem preparado para 2019”, concluiu.

 

Bola Amarela