Murray não garante que volta em 2023: «Não quero andar a fazer segundas rondas nos Slams»

Por Bola Amarela - Janeiro 20, 2022

Andy Murray foi uma das desilusões da quarta jornada do Australian Open, ao ser derrotado de forma clara por Taro Daniel na segunda ronda. O antigo número um do mundo garantiu várias vezes que o seu grande objetivo era voltar a chegar longe num torneio do Grand Slam, mas o seu nível acabou por ficar muito aquém das expectativas, algo que levou o britânico a colocar tudo em perspetiva.

Ora, aos 34 anos, Murray não garantiu que vai voltar ao Australian Open em 2023, abrindo a porta a um eventual ponto final na carreira. “Este é um ano mesmo muito importante para mim por uma série de razões e eu quero estar bem nos grandes torneios. Para mim, esta noite não foi boa o suficiente nesse sentido. Não quero andar a fazer segundas rondas nos Slams, isso não me motiva. Quero mais do que isso. Se vou voltar? Depende de como este ano for em termos de resultados e como eu estiver nos grandes torneios”, admitiu.

Recorde-se que foi precisamente na Austrália, em 2019, que Murray deu uma conferência de imprensa emotiva, na qual revelou que provavelmente era o fim da carreira devido a um grave problema na anca. Desde então lutou, voltou, chegou a conquistar um título novamente, mas está a sentir dificuldades para reentrar no top 100 e recuperar o seu nível.

Andy Murray cai com estrondo na segunda ronda do Australian Open

Bola Amarela