Murray: «Desporto é resultados. Não interessa se joguei bem se voltei a perder»

Por José Morgado - Outubro 22, 2021
murray

Andy Murray, ex-número um do Mundo, voltou a perder esta quinta-feira diante de um dos melhores jogadores do Mundo num encontro apertado, em Antuérpia diante de Diego Schwartzman, num encontro semelhante a alguns que o escocês de 34 anos tem perdido nos últimos meses — Stefanos Tsitsipas (US Open), Alexander Zverev (Indian Wells), Hubert Hurkacz (Cincinnati e Metz) ou Casper Ruud (San Diego).

No final do encontro, o britânico não escondeu a desilusão e lembra que, no ténis, a exibição vale pouco se não se ganhar. “O desporto é um negócio de resultados. Não interessa nada se joguei bem se voltei a perder. Muitas vezes na minha carreira ganhei mesmo jogando mal. Nesta fase há encontros em que jogo bem, mas perco. É complicado”, assumiu.

E o que falta para ganhar estes encontros importantes? “Falta-me tomar melhores decisões e ser mais sólidos nos momentos importantes. Hoje, por exemplo, subi demasiadas vezes à rede e as coisas não correram bem. Noutros encontros esta estratégia teve sucesso, mas hoje não. E quando repetes uma coisa que não está a resultar… isso revela má capacidade para tomar decisões. Hoje estive mal mentalmente. A minha atitude em campo foi má e isso são coisas que eu posso controlar.”

Schwartzman elimina Murray em duelo de qualidade rumo aos ‘quartos’

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.