Murray complica o fácil, vence encontro surreal de 3h15 minutos e continua em Sydney

Por Nuno Chaves - Janeiro 12, 2022
Foto: EPA

Novo ano e nova maratona para Andy Murray. O antigo número um mundial qualificou-se para os quartos de final do ATP 250 de Sydney mas precisou de estar em court mais de 3h15 minutos.

O escocês deixou para trás o segundo cabeça-de-série Nikoloz Basilashvili com os parciais de 6-7(4), 7-6(3) e 6-3, num duelo onde Murray complicou aquilo que parecia fácil e até chegou a estar perto da derrota.

É que o britânico no primeiro parcial não aproveitou uma vantagem de 5-2, ainda desperdiçou um set point a 5-4 e acabou por perder o set no tie-break para Basilashvili.

Na segunda partida, o desperdício continuou. Murray serviu para fechar com 5-4 teve três set points para levar tudo para a negra… mas voltou a ser quebrado. O duelo seguiu para um novo tie-break mas, aí, Murray conseguiu impor-se e adiar as decisões para um terceiro set.

No terceiro parcial, Murray ficou a vencer por 3-0 mas, desta vez, conseguiu segurar a vantagem até ao final e confirmar mesmo um lugar no top 8. O seu próximo adversário é o belga David Goffin.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.