Mouratoglou surpreende todos: encontros no UTS terão quatro partes de 12 minutos

Por José Morgado - Junho 9, 2020
uts

Patrick Mouratoglou, treinador de Serena Williams e dono de uma das maiores academias do Mundo, onde treinam no sul de França nomes como Stefanos Tsitsipas, Coco Gauff, Holger Rune, Alexei Popyrin e, mais recentemente, também Felix Auger Aliassime, vai organizar a partir do próximo sábado nas instalações da sua Academia uma inovadora liga: a Ultimate Tennis Showdown aproveita este meses sem circuito para juntar 10 dos melhores tenistas do Mundo para um torneio cujo a ideia inicial é interessante: jogam todos contra todos durante nove jornadas e cinco fins-de-semana, com os seis melhores a avançarem para a fase a eliminar.

Mas a grande inovação nem sequer está aí, mas sim no formato competitivo… dos encontros propriamente ditos. Nesta liga, os duelos não serão decididos segundo o sistema pontual normal do ténis, mas por um modelo… bem especial.

— Os encontros têm a duração máxima de uma hora;

— Serão divididos em quatro partes de 12 minutos, com 2 minutos de intervalo;

— Os treinadores podem intervir nas bancadas, pedir um time-out técnico e estarão sempre audíveis via microfone;

— O código de conduta será mais largo mas ainda não foi especificado;

(RECORDE A LISTA DE JOGADORES E PRIMEIRA JORNADA)

Estas ideias partiram todas da cabeça de Mouratoglou, que considera o público alvo do ténis… demasiado velho. “Estou há bastante tempo preocupado e a verdade é que as coisas no ténis não estão a melhorar. A modalidade vive dos fãs que atraiu nos anos 70 e 80. Não é possível que a média do nosso público seja de 60 anos de idade. Isso para uma música clássica era bom, mas para um desporto como o ténis não é brilhante”, disparou o técnico francês.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.