Mas onde se meteu Lendl quando Murray levantou a taça?

Por admin - Junho 20, 2016

Nos treinos e nos encontros oficiais, nas derrotas e nas vitórias. Foi para o ter sempre ao seu lado que Andy Murray lutou pelo reatar da relação com Ivan Lendl, mas à primeira oportunidade o treinador de 55 anos virou as costas ao número dois mundial. Literalmente.

Logo após ter visto o seu pupilo a concretizar o match point no Queen’s CLub, este domingo, depois do triunfo frente a Milos Raonic, Lendl abandonou o court, deixando Murray levantar o histórico quinto troféu no tradicional clube londrino e a comemorar mais um triunfo sozinho.

Na hora de discursar, o escocês de 29 anos não deixou a atitude do seu treinador passar em branco. “Foi simpático da parte dele ter-se mantido por perto”, gracejou. Questionado sobre a razão do desaparecimento de Lendl logo após a vitória, já na conferência de imprensa Murray explicou: “ele disse que tinha ido à casa de banho e que assistiu [à cerimónia] da varanda”.

A mostrar que tem o seu sentido de humor bem aguçado, apesar da sua atitude impetuosa no court, Murray tomou a liberdade de se meter com John McEnroe, agora na equipa técnica de Raonics. “Normalmente, o John está na cabine de comentários a dizer-nos o que é que temos que fazer. Sempre que podemos fazer as coisas melhores do que ele, é uma sensação incrível. Não que me esteja a comparar a ele”, acrescentou.