Mayar Sherif vive conto de fadas na Roménia e não pára de fazer história rumo à final

Por Pedro Gonçalo Pinto - Agosto 7, 2021

Mayar Sherif continua a desbravar caminho na história do ténis egípcio. Aos 25 anos, a 119.ª colocada do ranking feminino qualificou-se para a final do torneio de Cluj-Napoca, na Roménia, tornando-se na primeira tenista do seu país a garantir o lugar na disputa de um troféu do WTA Tour. Aliás, nunca tinha havido sequer uma tenista nos quartos-de-final, pelo que Sherif já iria sair da Roménia com a bagagem carregada de sonhos, mas o conto de fadas continua a crescer.

Depois de já ter feito história em torneios do Grand Slam, ao vencer inclusivamente uma ronda no quadro principal do Australian Open, Sherif continuou a brilhar em Cluj-Napoca, batendo a jogadora da casa Mihaela Buzarnescu (170.º), com os parciais 7-6(1) e 6-4. Tudo isto depois de bater a 1.ª cabeça-de-série Alizé Cornet, a jovem Alexandra Eala e a eslovaca Kristina Kucova para chegar às meias-finais.

Agora, Sherif vai à procura de conquistar o troféu e viver aquele que poderá mesmo ser o melhor dia da sua vida e o abrir de um novo capítulo para o ténis egípcio. Na luta pelo título na terra batida romena, Mayar irá medir forças com a vencedora do encontro entre Andrea Petkovic Aleksandra Krunic. Certo é que já vai entrar no top 100 – mais um recorde no ténis feminino egípcio – e poderá mesmo ser outra vez aplaudida por Mohamed Salah, estrela egípcia do Liverpool.

  • Categorias:
  • WTA
Pedro Gonçalo Pinto