Mauresmo quer finais femininas de cinco sets nos Grand Slams

Por José Morgado - Janeiro 22, 2021
mauresmo

Amélie Mauresmo, antiga número um do Mundo e vencedora de dois títulos de Grand Slam (Australian Open e Wimbledon em 2006), defendeu esta sexta-feira a ideia de que as finais femininas — pelo menos em torneios de Grand Slam — deveriam ser jogadas à melhor de cinco sets, especialmente para evitar finais de Majors totalmente unilaterais, como tem acontecido algumas vezes.

“Gostava que as finais femininas de Grand Slam fossem à melhor de cinco sets. Acho que se tivéssemos ido por esse caminho, o ténis feminino teria evoluído ainda mais, especialmente em termos físicos”, confessou a francesa, lembrando que apenas algumas finais das WTA Finals foram jogadas à melhor de cinco sets, nos anos 90.

Mauresmo lembrou ainda, em declarações ao ‘Eurosport’, quando assumiu a sua homossexualidade depois de chegar à final do Australian Open pela primeira vez, com 19 anos. “Foi difícil de gerir na altura porque eu era muito jovem. Mas as pessoas esqueceram-se rapidamente e eu passei a ser notícia pelos bons resultados que fui tendo”.

  • Categorias:
  • WTA
José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.