Mais um tenista norte-americano junta-se à confusão com críticas pela ausência de Ram

Por Pedro Gonçalo Pinto - Novembro 25, 2022
Tennys Sandgren of the US reacts after a point against Switzerland’s Roger Federer during their men’s singles quater-final match on day nine of the Australian Open tennis tournament in Melbourne on January 28, 2020. (Photo by Manan VATSYAYANA / AFP) / IMAGE RESTRICTED TO EDITORIAL USE – STRICTLY NO COMMERCIAL USE (Photo by MANAN VATSYAYANA/AFP via Getty Images)

A polémica veio mesmo para ficar na equipa dos Estados Unidos. A ausência de Rajeev Ram continua a fazer correr muita tinta e são vários os tenistas que vêm a público criticar a opção de Mardy Fish deixar de fora o número três do Mundo de pares e recém-coroado campeão das ATP Finals. O último foi Tennys Sandgren.

“Muito bem, vou aceitar o cargo de capitão da Taça Davis. A primeira coisa a fazer? Vou meter os número um do Mundo na minha equipa”, atirou, partilhando imagens da vitória da Itália sobre os Estados Unidos.

O canadiano Brayden Schnur ainda retorquiu a perguntar, de forma irónica, se Sandgren era fixe o suficiente para ter o cargo, com a resposta a ser clara. “Sou fixe o suficiente para levar os jogadores que estiveram nas ATP Finals em pares”, atirou, fazendo alusão também a Austin Krajicek.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.