Lloyd Harris reconhece: «O Pedro Sousa jogou muito bem e eu não tive grandes hipóteses»

Lloyd Harris não conseguiu travar a inspiração de Pedro Sousa e sofreu uma pesada derrota no primeiro encontro da eliminatória entre Portugal e África do Sul.

Na análise da partida, o número 112 mundial reconheceu a superioridade do português.“Foi um jogo muito complicado. Perdi logo o meu serviço no primeiro jogo, ele jogou muito bem e eu não tive grandes hipóteses. Ele estava em todo o court, a bater bem na bola, fez muitos winners e eu não pude fazer muito”, reconheceu o jogador mais cotado da África do Sul.

Quanto ao facto de não realizar muitos encontros em terra batida, Harris reconheceu que foi mais uma dificuldade. “Foi muito difícil, eu não jogo em terra batida na maior parte do ano. Estive na América, onde tenho vindo a jogar em hard courts e as condições são muito diferentes. Não tive muitos dias para me ajustar , fiz o melhor que pude mas foi muito difícil de competir com ele”.

“A temporada de terra batida foi há três meses, por isso, já a tinha terminado. A minha maior dificuldade foi vir aqui e ter apenas quatro dias para me adaptar novamente a este piso. Os courts são muito lentos, a movimentação é muito diferente…”, explicou.

Recorde-se que João Sousa também venceu e, por isso, Portugal está a apenas uma vitória de fechar a eliminatória.