Lenda do padel entusiasmada com parceria com Miguel Oliveira

Por Bola Amarela - 15 Março, 2019

O espanhol Willy Lahoz é um nome incontornável do padel mundial e, em 2019, vai jogar ao lado do português Miguel Oliveira, com quem ambiciona concretizar “um projeto muito bonito e entusiasmante” no World Padel Tour.

“Sou o jogador mais veterano do circuito internacional e o Miguel é um dos mais jovens. A ideia de poder ser simultaneamente seu parceiro e treinador entusiasmou-me bastante. Oxalá consiga ensinar-lhe tudo o possível para que continue a evoluir e, ao mesmo tempo, ajudar a que suba no ‘ranking’. É um projeto muito bonito e entusiasmante”, começou por avançar Lahoz, que está em Portugal para representar Espanha na Padel Golden Cup 2019, que vai decorrer já a partir de hoje até domingo no Casino Estoril, em Cascais.

Willy Lahoz, considerado o pai do padel espanhol, a segunda modalidade mais praticada no país vizinho depois do futebol, ocupa atualmente o 46.º lugar da hierarquia mundial, mas é um dos mais talentosos jogadores do circuito. Uma verdadeira lenda que, aos 47 anos, 25 dos quais dedicados ao padel, vai iniciar uma nova aventura com Miguel Oliveira, um dos vários portugueses que têm impressionado no World Padel Tour.

“O padel português está a crescer muito, tanto a nível de clubes como de jogo. Os jogadores portugueses têm muita vontade de evoluir e mostram isso mesmo a cada ano que passa, garantindo a presença nos quadros principais dos torneios internacionais, o que é algo muito difícil”, explicou aquele que já ganhou dois torneios ao lado de Fernando Belasteguín, considerado o melhor jogador de padel do mundo.

Mas se tem sido surpreendido pela evolução dos atletas nacionais, o espanhol não ficou menos agradado com a iniciativa inédita de realizar um torneio de exibição como a Padel Golden Cup dentro de um Casino. “Quando me contaram nem queria acreditar. Parece-me uma ideia espetacular e, por isso, há que dar os parabéns à organização e à Federação Portuguesa de Padel por esta iniciativa. Oxalá se jogue por muitos mais anos, porque na realidade jogar neste contexto é muito bom. Aplaudo iniciativas como esta”, frisou Willy Lahoz que, em Cascais, representará Espanha ao lado de Alejandro Galán no torneio quadrangular, disputado ainda por Portugal (representado por Miguel Oliveira/Vasco Pascoal), Brasil (Lucas Campagnolo/Lucas Bergamini) e Argentina (Miguel Lamperti/Federico Chingoto), “as quatro potências do padel mundial”, nota.

Autor: Sofia Ramos Silva